Ta bom, ta bom... Sabemos que o Oscar acabou a pouco mais de 1 mês e tem muito chão e muitos filmes para assistirmos até a próxima premiação. Mas algumas coisas continuam vivas durante o ano que se passa e não acabam nem quando chega a data da nova premiação. Uma dessas coisas são as... GAFES da noite de premiação.  E olha que são muitas e as vezes acontecem tudo de uma vez. Podemos ficar aqui numerando e contando todas (Olha a ideia de post aí editores da DOT Films) mas brincadeiras à parte, uma coisa que permanece nos círculos sociais de cinéfilos espalhados pelo mundo durante anos é o ganhador (a) da maior indicação da noite: MELHOR FILME!

Alvo de muitas polêmicas e discussões, a categoria de melhor filme é sempre rodeada de especulações e surpresas. Muitas das vezes a escolha de melhor filme não é a que os espectadores esperavam deixando assim um grande WTF? Nas nossas cabeças. Mas quais são os critérios para a academia selecionar o grande vencedor da noite?

Antes de responder a essa pergunta, vamos voltar no tempo e falar um pouquinho da história do Oscar.

Digamos que o Oscar é o careca dourado mais cobiçado pelo mundo do cinema. A premiação é feita anualmente pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (originalmente: Academy of Motion Picture Arts and Sciences ou AMPAS). Sua primeira edição aconteceu em 11 de maio de 1929, e foi uma ideia de Louis B. Mayer, chefe do estúdio Metro-Goldwyn-Mayer (MGM).

O evento premia várias áreas que estruturam o universo cinematográfico, ou em outras palavras, em certas categorias. Durante anos várias categorias entraram para a grade de premiação como muitas saíram. Atualmente a premiação é composta por 24 categorias sendo elas divididas em duas: categorias técnicas e artísticas.

Mas antes de um filme concorrer a alguma categoria, tem que passar por alguns critérios impostos pela própria academia. Resumidamente, para um filme concorrer ao Oscar, em primeiro lugar, é exigido que sua primeira exibição aconteça em um cinema (de preferência em Los Angeles) e que permaneça em cartaz pelo mínimo 7 dias. A estreia desse filme deve acontecer entre os dias 1º de Janeiro e 31 de Dezembro do ano anterior à premiação. Já filmes estrangeiros, existem alguns outros critérios, mas a maioria é bem parecida com a dos filmes nacionais (EUA). Um dos critérios principais para filmes estrangeiros concorrerem ao Oscar é que não sejam feitos em língua inglesa.

Por fim, se o filme estiver de acordo com todos os critérios, a produtora responsável pode inscrever ele para concorrer, mas isso não quer dizer que esse filme estará na categoria indicada. Primeiro a inscrição ira ser passada para uma avaliação feita pela academia que inicialmente conta com sete mil membros que elegem entre todas as inscrições, suas opções de melhores filmes. Se o filme tiver sorte, aí sim ele irá passar por algumas outras avaliações, mas é quase certo de concorrer alguma categoria depois que passar da primeira peneira.

Agora que lembramos, bem resumido, como consiste a entrega do Oscar, vamos responder a tão famigerada pergunta: como funciona a votação da categoria de melhor filme?

A votação funciona da seguinte forma: Todos os jurados organizam um “ranking” individual dos filmes indicados que mais gostaram para os mais “fracos” (cada um leva em conta critérios pessoais). O filme que ficar em primeiro lugar em mais de 50% das listas é declarado o grande vencedor. Esse método é mais conhecido como "voto preferencial".

BUT, se nenhum longa conseguir ficar no topo do ranking de pelo menos metade dos votantes, um sistema de exclusão dos menos votados surge como alternativa de desempate. E é aí que a porca torce o rabo, por que é isso que acontece na maioria das vezes e gera os resultados menos esperados pelo público.

Essa nova etapa acontece da seguinte forma: os filmes “número 1” que tiverem a menor quantidade de votos nas listas é eliminado e a segunda posição se torna o vencedor. Isso pode acontecer por diversas vezes até que o vencedor alcance o resultado de 50% das votações. Entendeu? Confuso? Então vamos mostrar de um jeito mais simples.

Digamos que o filme O Poderoso Chefão foi o que menos ocupou o topo do ranking dentre os votantes, então lhe é passado a faca. E se esses mesmo votantes tiverem colocado o filme Cinderela Baiana como segunda posição em sua ordem de preferência, o longa passa a ocupar o topo do ranking de cada votante em questão.

E é por isso que filmes menos incomuns acabam levando a premiação mais esperada da noite. Por que é mais comum que um jurado ache O Poderoso Chefão um filme incrível e coloque ele no topo e o jurado do lado achar totalmente ao contrário e colocar ele em último. Um filme mais incomum acaba gerando opiniões mais neutras e menos radicais. Ocupando lugares altos em quase todas as listas. Ok, o exemplo dos filmes foi meio desigual, eu sei, até por que quase todo mundo gosta de O Poderoso Chefão mas vamos lá, vamos dar chances para o nosso cinema BR. E aqui vai a dica, assistam essa pérola tupiniquim.

Entenderam agora? É por isso que nessa última premiação (2018) muitos não entenderam o vencedor: A Forma da Água. Mas agora é fácil de entender o que PROVAVELMENTE aconteceu. Entre os indicados, A forma da água era um dos mais neutros, concorrendo com filmes que estavam gerando grandes opiniões extremas como 3 Anúncios para um crime, Dinkirk, The post - A Guerra Secreta, Corra! e etc. E não só para os jurados, quando perguntado para a maioria das pessoas as opiniões sobre os filmes indicados, A forma da Água (na maioria das vezes) era dito como um bom filme.

Claro, não podemos generalizar e dizer que em todas as edições acontecem essa segunda parte da avaliação de melhor filme, sendo que podemos especular que nessa última edição tenha acontecido isso e na verdade pode ter acontecido de A forma da água ter ganho em disparada o topo dos rankings pessoais de cada jurado. Nunca saberemos. Mas podemos especular e tentar adivinhar o que realmente aconteceu analisando alguns fatos. Seja por entrevistas dadas antes da premiação onde é citado o gosto por cada filme indicado ou até mesmo analisar por conta própria cada filme indicado.

Bom, agora que você já sabe como acontece a indicação para essa tão polêmica categoria, aqui vai a pergunta que vale 1 milhão: Será que agora você tem mais chances de ganhar aquele bom e velho bolão da sua empresa? Diz para gente aqui nos comentários.

 

Gostou? Esta com aquele gostinho de “Quero mais”?  Dont´worry baby, iremos fazer posts durante esse ano sobre o Oscar e suas peripécias. Ajuda a gente e comente temas sobre o Oscar que você gostaria de ver aqui no site. E não esqueça, curta, compartilhe e propague para os amiguinhos essa curiosidade. Mas seja esperto e compartilhe com os amiguinhos do trabalho só depois que acabar o bolão e você ganhar ta bom?

And the oscar goes to....